O filme mostra a história de William KamKwamba, um garoto cujo maior sonho é poder estudar. Mas por conta de várias dificuldades que sua família vêm passando, os pais acabam por não poder pagar pelas mensalidades da escola.

E mesmo em meio a uma época de seca, onde milhares de pessoas desamparadas pelo governo morrem de fome, o garoto encontra forças e esperança de que nada está perdido. William e sua família passam por muita coisa no decorrer do filme. Além dos problemas ambientais sofridos por todo o país, William ainda tem que lidar com a partida repentina de sua irmã.

Mas de uma coisa ele nunca desistiu: da escola. Inclusive chegou a ir para as aulas escondido por que não queria parar de estudar. E depois de ser descoberto, seu pai o forçou a ajudá-lo no plantio da terra, e também disse que ir a escola era só uma porcaria. E nem assim, sem o apoio do pai, William desistiu de estudar. Na verdade, o garoto descobriu uma paixão pela ciência e viu ali uma forma de ajudar sua comunidade.

Com a cara e a coragem, sem apoio nenhum e reciclando coisas que ele achava no ferro-velho, William continuou insistindo numa solução para aquela situação. Ele jamais se conformou ou desistiu. E através da sua força de vontade e resiliência, o garoto conseguiu um grande feito: um moinho de vento capaz de bombear água que, por sua vez, ia direto para as plantações garantindo assim o sustento da família.

Você deve estar se perguntando: como a resiliência entra nessa história?

Mesmo diante de grandes dificuldades – a seca, falta de dinheiro, a crise familiar e tantos outros problemas que nos são apresentados durante o filme – William jamais desistiu de estudar. Em momento algum ele dá menos importância a escola. Muito pelo contrário, ele chega a confrontar o pai por conta disso. William viu nos estudos algo mais que livros e salas de aula, ele viu uma arma poderosa que poderia ser usada não para um ataque, mas como uma forma de resistência, de superação.

A história de William tem como objetivo não só nos sensibilizar, mas sim fazer com que tenhamos um posicionamento sobre várias questões. Também nos inspira a não desistir daquilo que queremos, por mais difícil que pareça. Então se você acha que não dá conta daquele curso de Medicina, Administração ou Física que tanto deseja, não desista!!

E para encerrar, deixamos uma frase que foi dita bem no final do filme pelo pai de William: “Onde quer que você esteja, vá para a escola.”